Dente do Siso Doendo e incomodando?

por jul 7, 2023Dente do Siso0 Comentários

O dente do siso, também conhecido como terceiro molar, pode ser motivo de desconforto e dor intensa para muitas pessoas. Esses dentes, localizados no fundo da boca, geralmente começam a surgir entre os 17 e 25 anos de idade, e sua erupção pode causar uma série de problemas. Se você está enfrentando dor ou incômodo relacionados ao dente do siso, aqui estão algumas informações e dicas úteis para ajudá-lo a lidar com a situação.

Continue a leitura e saiba mais sobre o assunto.

Identifique os sintomas:

A dor ou o incômodo associados ao dente do siso podem variar de leves a intensos. Alguns sintomas comuns incluem inchaço da gengiva, dor ao morder ou mastigar, desconforto ao abrir a boca completamente e até mesmo dor de cabeça.

Consulte um profissional:

É essencial procurar um dentista para avaliar a condição do seu dente do siso. O profissional realizará exames clínicos e radiográficos para determinar se a extração é necessária ou se existem outras opções de tratamento disponíveis.

 

Tratamento da dor:

Para aliviar temporariamente a dor e o desconforto, você pode tentar aplicar compressas frias na área afetada e tomar analgésicos de venda livre, sempre seguindo as instruções do medicamento. No entanto, essas medidas são apenas paliativas e não resolvem o problema subjacente.

 

Extração do dente do siso: A extração é frequentemente recomendada quando o dente do siso está causando dor ou apresenta problemas como impactação, infecção ou desalinhamento dos dentes adjacentes. A extração pode ser realizada pelo seu dentista ou por um cirurgião bucomaxilofacial, dependendo da complexidade do caso.

 

Cuidados pós-extração: Após a extração do dente do siso, siga as instruções do profissional para cuidar da área cirúrgica. Isso pode incluir o uso de analgésicos prescritos, a aplicação de gelo para reduzir o inchaço e evitar alimentos duros ou quentes nos primeiros dias.

Acompanhamento regular: Mantenha consultas regulares com seu dentista para monitorar a saúde bucal e verificar se há complicações relacionadas aos dentes do siso remanescentes.

Prevenção: Nem todos os casos de dor no dente do siso podem ser evitados, mas manter uma boa higiene bucal e realizar visitas regulares ao dentista podem ajudar a identificar problemas precocemente.

É importante lembrar que cada caso é único, e as informações aqui fornecidas são apenas orientações gerais. Sempre consulte um profissional de saúde bucal para uma avaliação precisa e um plano de tratamento adequado.

Se você está enfrentando dor ou incômodo relacionados ao dente do siso, não ignore os sintomas. Procure ajuda profissional e siga as orientações para garantir o alívio da dor e a saúde bucal adequada.

Lembre-se de que o conteúdo deste artigo é apenas informativo e não substitui a consulta e o diagnóstico de um profissional de saúde bucal.

Com a equipe da RR Medicina você pode confiar sua saúde e os melhores tratamentos hoje disponíveis no mercado para bruxismo e afins.

Nós aceitamos vários tipos de convênios médicos como: Bradesco, Sul-América, AMIL, Porto seguro, UNIMED (Seguros ou central nacional), POSTAL SAUDE, CABESP, ALLIANZ, CET e ECONOMUS.

 

Entre em contato conosco para saber se o seu plano também é aceito na nossa Clínica.

ONDE POSSO REALIZAR MEU TRATAMENTO? 

 

Nos ligue e veja um horário disponível em uma de nossas unidades (Vila Mariana ou Ipiranga): Whatsapp 11 95232-9056 e Telefone 11 2272-6262.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais posts

Parestesia tem Cura?

Parestesia tem Cura?

Você já se perguntou se a parestesia, aquela sensação de formigamento, dormência ou queimação em partes do corpo, tem cura? A boa notícia é que, na maioria dos casos, a parestesia é temporária e pode ser tratada com sucesso.