Queixo maior ou menor do que o normal? Saiba porque isso é uma questão de saúde!

por out 2, 2020Uncategorized4 Comentários

Você sabia que o tamanho do seu queixo pode afetar a sua saúde? 

O tamanho do mento é uma das primeiras impressões que temos quando olhamos para as pessoas, mesmo que não nos demos conta disso, como aponta o Cirurgião Plástico Dr. Antônio de Deus, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Por isso, geralmente quando falamos em procedimentos que alteram o seu formato pensamos logo em questões estéticas. 

Contudo, pessoas que possuem queixo maior ou menor podem sofrer também com alterações funcionais, que afetam a mordida, a mastigação e até mesmo a fala. 

Queixo maior ou queixo menor: Entenda

Ao que estamos nos referindo quando falamos em queixo maior ou menor? Basicamente a dois perfis faciais, conhecidos como prognata e retrognata, em ambos os casos há desarmonia entre as posições da maxila e da mandíbula. 

Perfil Prognata

Pessoas que possuem perfil prognata apresentam a parte inferior da arcada dentária maior do que a parte superior. Dessa forma, quando o indivíduo morde, os dentes de cima cobrem os de baixo. 

Visivelmente falando, esses indivíduos possuem o queixo maior, mais para frente, tornando a face acentuada. 

Essa desarmonia aumenta a prevalência de problemas que geram dor na articulação mandibular,  já que deixa a maxila mais para trás do que normal. Além disso, prejudica a mordida e a mastigação. 

Perfil Retrognata

O perfil retrognata é aquele onde a mandíbula é pequena ou a maxila é posicionada mais para frente do que o normal. Devido ao prejuízo estético provocado, a face de torna mais bicuda, e o sorriso mais dentuço. 

Quanto às consequências funcionais, o distúrbio afeta a mastigação, causa dores mandibulares, e em casos mais graves, pode levar ao ronco e à apneia. 

Tratamento

Existem diversos tratamentos capazes de reverter um quadro de queixo maior ou menor. A escolha pelo método ideal deve ser feita por um profissional da área após um estudo de caso. Abaixo listamos as principais escolhas terapêuticas. 

Preenchedores 

Alterações mais simples podem ser resolvidas por meio de preenchimento com ácido hialurônico ou hidroxiapatita de cálcio. O tratamento é seguro e minimamente invasivo. 

Todo o procedimento dura me média 40 minutos, e seus efeitos permanecem por cerca de 12 meses. 

Próteses de silicone

A inserção de próteses de silicone é um procedimento mais complexo, se trata de uma cirurgia plástica, conhecida como “mentoplastia de aumento”. 

Cirurgia Ortognática

A cirurgia ortognática é um dos tratamentos mais recomendados quando se fala em queixo maior ou menor. O procedimento realiza a correção de problemas no desenvolvimento dentofacial, reposicionando ossos e dentes e recuperando por completo a estética e a funcionalidade da boca. 

Geralmente o tratamento tem início com o uso de aparelho ortodôntico, que coloca os dentes em posições adequadas. Durante a operação a maxila e mandíbula são refixadas através de miniplacas e miniparafusos.

Graças a cirurgia ortognática, é possível não só harmonizar a estética facial, mas corrigir a mastigação, melhorar as dores articulares e tratar a apneia do sono. 

Queixo maior

4 Comentários

  1. Solange Oliveira

    Boa tarde. Estou com o lado direito da minha mandíbula maior com 52 cm e do lado esquerdo com 49 cm. Gostaria de saber se é possível fazer uma cirurgia?

    Responder
    • rodney capp

      Olá!

      Claro que sim, para se ter um resultado EXCELENTE, precisaria realizar o correto planejamento, este feito por exames complementares a serem solicitados pelo cirurgião assistente! Caos deseje, marque avaliação conosco que conseguimos fazer a simulação do seu tratamento!

      Responder
      • Vinícius Moura

        Boa noite, eu recentemente aumentei meus dentes e pensei que iria resolver o problema do meu queixo, mas ainda me encomoda e me deixa com uma autoestima meio baixa, eu queria poder diminuir o tamanho dele, queria saber como funciona, precisa de um diagnóstico de um dentista? E quanto fica o valor

        Responder
        • rodney capp

          Olá ! Pare estes casos de dentes que não aparecem possuímos diversas causas, desde gengiva aumentada até mesmo uma deficiência de crescimento ósseo de um dos maxilares que afeta o sorriso!
          Para solucionar recomendo a realização de exame clínico, posteriormente realizar algumas fotos e análises e na sequencia dar a(s) melhor(es) solução (oes) para este caso, pois cada tratamento tem vantagem/desvantagem!

          Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais posts

Parestesia tem Cura?

Parestesia tem Cura?

Você já se perguntou se a parestesia, aquela sensação de formigamento, dormência ou queimação em partes do corpo, tem cura? A boa notícia é que, na maioria dos casos, a parestesia é temporária e pode ser tratada com sucesso.